Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. Eis o Sporting

Sporting Clube de Portugal verde branco


Equipamentos Stromp do Sporting - camisolas bipartidas verde brancas

A primeira camisola do Sporting, em 1906, era toda branca. Foi durante a época de 1907/08 que apareceram pela primeira vez os equipamentos bipartidos, verdes do lado esquerdo e brancos do lado direito, que tinham vindo de Inglaterra por iniciativa de Eduardo Francisco Quintela de Mendonça. Estas eram na altura as camisolas mais bonitas que havia em Portugal. Só a 6 de Novembro de 1927 é que foram estreadas as camisolas listadas pela equipa de futebol do Sporting.

Inicialmente foram encomendadas apenas dez destas camisolas, usadas exlusivamente pela equipa principal de futebol. Três anos depois, as restantes categorias do futebol começaram a equipar também com camisolas bipartidas, réplicas feitas em malha e sem o emblema. O site oficial do Sporting (bem como o Jornal Sporting) tem um pouco sobre a sua história, e portanto não precisamos de repetir aqui essa informação.

Esta página é antes dedicada às camisolas Stromp a partir dos anos 1980, quando o Sporting passou a ter um fabricante oficial dos seus equipamentos. Com fotos para se poder ver as camisolas de que se fala, vamos contar um bocadinho mais da história destes equipamentos, que ao fim de mais de um século, continuam a ser os mais bonitos de Portugal.

Em primeiro lugar, notamos que tanto quanto saibamos a Puma não chegou a fazer camisolas Stromp na primeira vez que foi o fabricante oficial dos nossos equipamentos, em 1980/81 (mas apenas já em 1981), e em 1981/82 (também apenas em parte da época).

Camisolas Stromp da Le Coq Sportif

A marca francesa Le Coq Sportif foi, depois da Puma, o segundo fabricante oficial dos equipamentos do Sporting Clube de Portugal, entre 1982/83 e 1986/87, tendo ainda sidos usados equipamentos da Le Coq Sporting na pré-época seguinte.

Nos primeiros dois anos, o modelo das camisolas listadas foi bastante diferente do mais normalmente usado nas épocas posteriores. Também houve modelos de camisolas listadas diferentes em anos posteriores a partir de 1985. Não sabemos se o mesmo aconteceu com as camisolas Stromp. O único modelo que até agora encontrámos é o que se apresenta em baixo, mas é possível que eventualmente haja outros!

Sporting Clube de Portugal

1984/1986

Equipamento de jogo Stromp Le Coq Sportif, do Jaime Pacheco

Equipamento de jogo Stromp Le Coq Sportif, do Jaime Pacheco 1984/86

 

Sporting Clube de Portugal

1986/1987 provavelmente

Equipamento Stromp de jogo, do Manuel Fernandes

Com agradecimentos ao meu amigo Dr. Nuno Ruivo

SCP Le Coq Sportif Stromp Manuel Fernandes


A Hummel: as camisolas Stromp menos Stromp de todas!

A Hummel foi a marca que fez os equipamentos bipartidos verde/branco mais estrambólicos que o Sporting alguma vez teve. Com efeito, o lado verde (esquerdo) é feito por risquinhas verticais verde claro/verde escuro, enquanto que o lado "branco" (o direito) é constituído por risquinhas verticais verdes e brancas. Este template foi usado também por outras equipas, como por exemplo a selecção nacional da Dinarmaca, mas em vermelho.

Sporting Clube de Portugal

1987/1988

Equipamento Stromp de jogo, do Fernando Mendes

Com agradecimentos ao meu amigo Dr. Nuno Ruivo

Sporting camisola de jogo Stromp Fernando Mendes 1987 1988


A Umbro, em 1990/91 e 1991/92

Nunca vimos equipamentos Stromp da Umbro. Pode ser que existam, não sabemos (mas duvidamos)!

Época 1992/1993: o primeiro ano da Adidas

No ano em que a Adidas se tornou o fabricante oficial da mais bela camisola do mundo, o equipamento Stromp foi honrado no jogo de apresentação aos sócios, por iniciativa do Grupo Stromp. Não sabemos se foi usado em mais algum jogo.

Sporting Clube de Portugal

1992/1993. Stromp Adidas: jogo de apresentação contra o PSV Eindhoven a 1 de Agosto de 1992

Fotos do Jornal Sporting

camisola Sporting Stromp Adidas: jogo de apresentação contra o PSV Eindhoven a 1 de Agosto de 1992


Época 1994/1995: camisolas listadas, alternativas brancas e alternativas verdes

Nesta época o equipamento Stromp não foi usado em nenhum jogo da equipa principal sénior. Não sabemos se foram vendidas camisolas Stromp réplicas, na Loja Verde, mas nunca vimos nenhuma com patrocínio ao Queijo Castelões. Também nunca vimos fotos de jogos da época seguinte com o Stromp, mas não podemos garantir que não tenha sido usado

A Adidas em 1996/97 e 1997/98: camisolas Stromp quase iguais

Nestas duas épocas, as camisolas do Sporting praticamente não mudaram. Isto foi verdade para os equipamentos listados, alternativos, e ainda para os Stromp. Note-se que o que não mudou foi o modelo básico da camisola, porque há detalhes que são diferentes, e numa das épocas podem ter sido usadas pelos jogadores variantes dos equipamentos (por exemplo a nível do tipo e cor de letra usado para o nome e número do jogador) que não o foram na época seguinte.

Em qualquer dos casos, a maior diferença que normalmente permite identificar facilmente a época, é que em 1996/97 o patrocínio da Telecel aparece em ambos os ombros, enquanto que no ano seguinte só aparece no ombro esquerdo, porque o ombro direito estava reservado para o patch da Liga, que apareceu pela primeira vez nesta época.

Sporting Clube de Portugal

1996/1997

Equipamento do Sporting Stromp, do Patacas, que integrou a pré-época

equipamento match worn Sporting 1997 1998 Patacas

 

Sporting Clube de Portugal

1997/1998

Equipamento Stromp clássico, fabricado pela Adidas, com publicidade da Telecel

equipamento Stromp do Sporting feito pela Adidas época 1997 1998


As camisolas Stromp feitas pela Reebok entre 1998/99 e 2000/01

A Reebok tornou-se o fabricante oficial dos equipamentos do Sporting Clube de Portugal em 1998/99, e fez equipamentos listados e Stromp sóbrios e clássicos, enquanto que os equipamentos correspondentes às três alternativas começaram a ser inovadores, mudando todos os anos. As camisolas Stromp foram simplesmente bipartidas, sem nenhum elemento a divergir desse padrão.

Nestas três épocas, as camisolas Stromp não mudaram muito, apesar de terem sido sempre diferentes. A maior diferença foi a gola, que mudou um pouco de época para época. Para além disso, em 1998/99 e 1999/00 o patrocinador Telecel foi o mesmo, e posto da mesma maneira nas camisolas, enquanto que no ano seguinte, 2000/01, mudou para a PT, ocupando mais espaço e sendo mais intrusivo, uma vez que o logotipo da PT é um quadrado com uma moldura, neste caso branca, que entra pelo lado verde a dentro.

Para além disso, em 1998/99 o emblema do Sporting estava num escudo oval, e aparecia apenas o símbolo da Reebok, enquanto que nos dois anos seguintes o emblema do Sporting se dispunha num escudo rectangular e o nome Reebok aparecia por extenso.

Sporting Clube de Portugal

1998/99. Equipamento Stromp réplica

Camisola bipartida do Sporting

 

Sporting Clube de Portugal

1999/2000. Campeão Nacional

Equipamento Stromp usado em jogo pelo jogador Marcos

Com agradecimentos ao meu amigo Dr. Nuno Ruivo

Sporting Club Portugal Marcos campeão 99/00 equipamento Stromp

 

Sporting Clube de Portugal

2000/2001

Camisola Stromp personalizada com nome e número de jogador de Ricardo Quaresma, que neste ano actuou nos júniores e na equipa B. Tem um patch da Liga mas é réplica

Camisola Stromp do Sporting de Ricardo Quaresma


Equipamentos Stromp em 2001/02 e 2002/03

Foi este o primeiro biénio em que, por sistema, cada modelo de equipamento Stromp começou a ser utilizado em dois anos consecutivos. Com efeito, as camisolas Stromp destas duas épocas são exactamente iguais, pelo menos no que diz às camisolas em si. Nas camisolas usadas em jogo o tipo de nome e número de jogador podem ser diferentes, para além do facto óbvio de que alguns jogadores só jogaram na equipa sénior do Sporting numa das duas épocas, como Dimas ou Cristiano Ronaldo.

A diferença mais flagrante e mais importante, no entanto, é que em 2001/02 o Sporting foi de novo campeão, e portanto em 2002/03 as camisolas tiveram o escudo de Campeão Nacional. Ainda não há nenhuma na colecção verdebranco, nem em mãos nem em foto, portanto não podemos mostrar aqui. Em qualquer dos casos, sabemos que foram usadas na pré-época camisolas Stromp sem patch de campeão, mas não sabemos se foram usadas em jogos oficiais.

Sporting Clube de Portugal

2001/2002, camisola Stromp

Campeão nacional e vencedor da Taça e da Supertaça

Sporting camisola Stromp 2001 2002

 

Sporting Clube de Portugal

2002/2003. Camisola Stromp, com o escudo de campeão nacional. Player issue de tamanho XXL, com patch do campeonato e costas preparadas para receber o nome e número de jogador

Com agradecimentos a Hugo Costa

Sporting Portugal camisola Stromp Reebok 2002 2003


Camisolas Stromp do Sporting em 2003/04 e 2004/05: as primeiras inovações

Pela segunda vez, o Sporting voltou a ter o mesmo equipamento Stromp em duas épocas consecutivas. Houve no entanto uma mudança significativa, com a introdução em 2004/05 de um fecho eclair na gola, com a palavra SPORTING em letra grande. Note-se que foi nesta época em que se começaram a introduzir inovações para além das cores verde e branca bipartidas, com pequenos detalhes a afastarem-se desse modelo, como traços verticais pretos tanto à frente como nas costas.

Em 2003/04, foi usado em muito poucos jogos, um ou dois (por exemplo, contra o 1.º de Dezembro para a Taça de Portugal). Em 2004/05, os equipamentos Stromp oficiais, com o fecho, não foram usados nunca em jogo. Foram usados equipamentos Stromp, num único jogo (contra a Naval 1º de Maio, também para a Taça de Portugal), mas foi o modelo do ano anterior. Não sabemos porquê!

Sporting Clube de Portugal

2003/2004

Camisola Stromp usada por Rogério na época seguinte, apesar de este ser realmente o modelo 03/04

Sporting Lisbona Portogallo 2004 2005 maglia indossata Stromp UEFA final

 

Sporting Clube de Portugal

2004/2005

Equipamento Stromp do Sporting de adulto.
Finalista da Taça UEFA

Sporting equipamento Stromp de adulto moderno


Camisolas Stromp no Centenário do Sporting

Na época do Centenário do Sporting Clube de Portugal, o equipamento Stromp foi o mais belo de que há memória nas últimas décadas. Inspirado nos equipamentos primordiais da história do Clube, com um emblema também a fazer lembrar a história antiga do Sporting, estas camisolas ficaram na memória dos sportinguistas e ainda hoje são desejadas por muitos "leões" que na altura não compraram uma.

Sporting Clube de Portugal

2005/2006, camisola Stromp do Centenário do Sporting

Sporting Clube de Portugal camisa Stromp centenário 2005 2006


Equipamentos Stromp em 2006/07 e 2007/08

Depois de um ano irrepetível, por marcar o Centenário do Sporting Clube de Portugal, e já com um novo fabricante oficial, a Puma, voltou a ter-se o mesmo equipamento Stromp em duas temporadas seguidas. De resto, exceptuando equipamentos de jogo em que se sabe se determinado jogador actuou apenas numa da épocas, é muito complicado distinguir entre um os equipamentos de 2006/07 e os de 2007/08.

Quanto aos equipamentos em si, foram sóbrios, tendo no entanto na parte de cima das costas uma espécie de arco em negro, que marca a posição para o nome e número de jogador. Para além disso, o emblema do Sporting foi estampado em vez de bordado como sempre tinha sido antes e como sempre foi depois.

Sporting Clube de Portugal

2006/2007 Vencedor da Taça e Supertaça

Camisola Stromp

Camisola alternativa Sporting Puma 2006 2007

 

Sporting Clube de Portugal

2007/2008

Camisola Stromp de jogo do Ronny, usada na Taça da Liga 30/1/2008 contra o Penafiel. O Sporting ganhou 3-1

Com agradecimentos ao meu amigo Dr. Nuno Ruivo

Camisola Sporting de jogo Taça da Liga Ronny 2007


Equipamentos Stromp em 2008/09 e 2009/10: risquinhas douradas

Em 2008/09 e em 2009/10, teve-se um novo biénio em que os equipamentos Stromp feitos pela Puma seguiram o mesmo template, que se revelou talvez demasiado inovador. Tem umas risquinhas douradas no ombro direito (branco), e uma delas prolonga-se por toda a parte de trás da manga direita. Para além disso, as costas não seguem o simples e clássico bipartido verde/branco como sempre se seguiu: efectivamente, têm nas laterais mais duas faixas, verde e branca, formando efectivamente quatro áreas de cor em vez de apenas duas.

É muito fácil distinguir uma época da seguinte, mesmo nas réplicas vendidas na Loja Verde. Em 2008/09 as camisolas Stromp não tiveram patrocínio, nem nas camisolas réplicas para os adeptos, nem nas camisolas de jogo. Pelo contrário, em 2009/10 todas as camisolas Stromp tiveram os patrocínios. O tipo de letra do nome e número de jogador passou de negro para dourado de uma temporada para a seguinte.

Em 2008/09, os equipamentos Stromp foram usados num único jogo, contra a União de Leiria em jogo da 3ª eliminatória da Taça de Portugal. Em 2009/10, foram dois os jogos, ambos também a contar para a Taça.

Sporting Clube de Portugal

2008/2009

Camisola Stromp. A única diferença relativamente à camisola Stromp de 2009/2010 é que esta não tem patrocínios, e o nome e nº de jogador são em 2008/09 a preto e em 2009/10 a dourado. Adquirida na Loja Verde.

Camisola Stromp Sporting 2008 2009

 

Sporting Clube de Portugal

2009/2010

Camisola Stromp. A única diferença relativamente à camisola Stromp de 2008/2009 é que esta tem patrocínios, e o nome e nº de jogador são em 2009/10 a dourado e em 2008/09 a preto. Adquirida na Loja Verde.

Camisola Sporting Clube de Portugal Stromp 2009 2010


Camisolas Stromp de 2010/11 a 2012/13: costas quadripartidas

Tal como já tinha acontecido no biénio anterior, as camisolas Stromp estreadas em 2010/11 foram demasiado inovadoras. São sem dúvida alguma muito bonitas, com uma gola preta clássica, e um porte em geral elegante, mas têm demasiados detalhes que se afastam do tradicional modelo bipartido verde branco. Em particular, as costas voltam a ser quadripartidas, mas com o extra de que a parte do fundo da camisola é totalmente verde na totalidade das costas e em parte da frente. Se a camisola for para meter para dentro dos calções, este pormenor nem fica visível, mas isso não muda o facto de que o equipamento Stromp quer-se bipartido sem mais detalhes.

É praticamente impossível distinguir as camisolas Stromp de 2010/11 (usadas nos três jogos da Taça de Portugal) das de 2011/12 (usadas num único jogo, contra o Famalicão), uma vez que são exactamente iguais, tanto as réplicas como as camisolas de jogo. Os patrocínios, o tipo de letra usado nos nomes e números dos jogadores, não sofreram alterações.

Talvez devido à parca utilização dos equipamentos Stromp em 2010/11 e 2011/12, o já usual biénio em que se mantinha o mesmo modelo básico de camisola Stromp, passou a triénio, até ver. Com efeito, em 2012/13, não há um novo modelo de equipamento Stromp, e se chegar a ser utilizado, deverá ser o das duas épocas anteriores. Pelo menos na altura da apresentação dos equipamentos listado e alternativo, não havia na Loja Verde equipamentos Stromp disponíveis.

Sporting Clube de Portugal

2010/2011

Camisola do Sporting Stromp. As réplicas de 2011/12 são iguais. Aliás, são exactamente as mesmas.

Stromp shirt Sporting long sleeve 2010 2011

 

Sporting Clube de Portugal

2011/2012

Equipamento Stromp do Sporting (sample da Puma). As réplicas de 2010/11 são iguais, só se pode diferenciar as de jogo, pelo tipo de letra.

Sample da Puma. Equipamento Stromp do Sporting 2011 2012


Camisolas Stromp de 2012/13: um clássico que nunca existiu

Enquanto na Loja Verde se continuou a vender o stock de equipamentos Stromp de dois anos antes, a Puma desenvolveu este novo modelo. É um clássico, simples e de linhas puras. A gola é semelhante à da camisola listada desta época.

Sporting Clube de Portugal

2012/13. Equipamento Stromp, sample. Não se venderam equipamentos Stromp nesta época

Não se venderam equipamentos Stromp em 2012/13

Agradecimento

O Verdebranco gostaria de agradecer ao Jornal Sporting. Entre outros, o nº 3386 de 25 de Outubro de 2012 tem um artigo de Mário Soares Casquilho sobre as origens do equipamento Stromp.


© 2009-2017 Nuno Barradas 40755-0