Esforço, Dedicação, Devoção e Glória. Eis o Sporting

Sporting Clube de Portugal verde branco


O verde Sporting em pantones

Em janeiro de 2012 mostrámos uma análise empírica do que é o "verde Sporting", isto porque tínhamos a sensação que o verde das nossas camisolas andava muito azulado de alguns anos para cá. No fundo, era um recado para a Puma e para o Sporting, para nos fazerem camisolas com um verde mais verde. Se viram esse recado não ligaram nenhuma, e voltámos a ter camisolas com verde azulado, em 2012/13 e agora em 2013/14.

Por um lado, asseguram-nos que o Sporting tem um manual de normas gráficas que define o verde a usar, elaborado aquando da modernização da imagem do Sporting, que incluiu o emblema. Sendo assim, o verde que temos é o verde que está definido. Por outro lado, o verde tem mudado, portanto a definição não pode ser muito rígida; ou, se for rígida, por vezes não é respeitada.

Por outro lado, a análise era claramente empírica, e usava RGB para ser mais intuitiva.

A indústria usa CMYK, e tem os seus padrões, normas, e mesmo que baste meter uma camisola actual ao lado de uma dos anos 1980 para entrar pelos olhos dentro que o verde não é verde, vamos tentar fazer a mesma coisa de outra maneira. Ainda está longe do ideal, mas não somos profissionais do ramo.

Pegámos num guia pantone, o formula guide fourth edition fourth printing solid coated. Também temos o uncoated. Não temos o textil. Não sabemos qual é o standard da indústria de camisolas de futebol. Em qualquer dos casos, primeiro vimos três camisolas dos anos 1980. Não quisémos usar camisolas mais antigas porque são em algodão, e é mais difícl de comparar com tecidos sintéticos. São estas. Uma sem marca, usada pelo Inácio num particular contra o Cosmos, e duas Le Coq Sportif, uma do Gabriel e outra do Litos.

três camisolas vintage com verde Sporting

Pantones de camisolas vintage do Sporting

Pois não é nada fácil! Isto de comparar pantones com camisolas. Por vezes não há um ajuste perfeito. A mais difícil de todas foi a primeira, por ser muito brilhante. Estes são os ajustes melhores, por vezes achamos que deveria ser um tom intermédio entre dois pantones. Por exemplo, a camisola de 1981 é um intermédio entre o pantone 3425C e o 3435C. As duas Le Coq Sportif são mais semelhantes aos pantones 3425C a primeira, e 3425C ou 342C a segunda.

verde Sporting 1980 81 Pantone 3425c

verde Sporting 1985 86 Pantone 3425c

verde Sporting 1986 87 Pantone 342c

Isto estabelece, digamos assim, a linha base. O verde Sporting quando as camisolas já eram em tecido sintético, e antes da profissionalização do marketing, dos modelos, das cores. Vamos então ver que cores são estas em CMYK, e já agora em RGB.

pantones 342 3425 3435 CMYK RGB

Os profissionais sabem o que são estas cores. Nós, que somos só adeptos, podemos ver isto à nossa maneira, e calcular a razão azul sobre verde, ou seja B/G. Dá, para as três cores, 79%, 68%, e 66%, ou seja uma média de 71%. Notamos que a camisola sem marca é a que tem mais azul. As Le Coq Sportif, ainda hoje consideradas de forma quase unânime as mais bonitas camisolas do Sporting, têm ainda menos azul.

Pantones de camisolas modernas do Sporting

Pois bem, vamos ignorar a Hummel, a Umbro, e sobretudo a Adidas que tinha camisolas com um verde garrafa totalmente diferente. Vamos ainda ignorar todas as camisolas Reebok dos anos 1990. Vamos começar em 2000/01, e mostrar as camisolas desde esse ano até 2012/13. A foto em baixo é isso mesmo, começando da esquerda para a direita, cada risca é uma lista da parte da frente de uma camisola do Sporting, de 2000/01 até 2012/13. Não é montagem, é uma foto única.

Claramente há verdes diferentes, mas a diferença não parece assim tão grande. Acontece que na realidade há uma grande diferença, mas aconteceu devagar, ao longo dos anos. Comparando a primeira com a última, vê-se bem que são verdes bem diferentes. Isto não é de estranhar, porque as diferenças que tínhamos visto na análise empírica em termos de RGB, eram de uma variação de apenas 10% na razão B/G. Isso não é muito! E, quando acontece aos poucos e poucos, não se nota logo. Só ao fim de 10 anos é que os adeptos acordaram para este facto.

o verde Sporting de 2000 até 2013

Sem manipular cor, cortámos as camisolas do meio, e mostramos aqui as de 2000/01 e 2001/02 ao lado das de 2011/12 e 2012/13. É esta, no fundo, a transição que houve ao longo de uma década.

verde Sporting de 2000/01 e 2001/02 e de 2011/12 e 2012/13: transição de verde para azul

Vimos em detalhe com pantones três camisolas Reebok, e depois, todas as Puma até agora.

2001/02 e 2004/05: 3425C e 343C.

verde Sporting 2001 02 Pantone 3425cverde Sporting 2004 05 Pantone 343c

2005/06 e 2006/07: 3425C e 343C.

verde Sporting 2005 06 Pantone 3425cverde Sporting 2006 07 Pantone 343c

2007/08 e 2008/09: ambas 343C.

verde Sporting 2007 08 Pantone 343cverde Sporting Pantone 343c 2008 2009

2009/10 e 2010/11: ambas 3308C.

verde Sporting 2007 08 Pantone 3308cverde Sporting 2007 08 Pantone 3308c

2011/12 e 2012/13: ambas 336C. Parecem diferentes... mas o que conta é a comparação com o pantone! Porque a iluminação é diferente nas duas fotos! A lâmpada do candeeiro do tecto fundiu, e uma foto foi feita com uma compacta fluorescente com temepratura de cor de 6500K, e a outra com 2700K, isto para além do flash da Nikkon, claro. Mas, o que conta é, em cada foto, a comparação com o pantone.

novo equipamento do Sporting 2012 2013nova camisola do Sporting 2012 2013

Temos aqui alguns pantones que já tínhamos visto nos anos 1980. Em particular, a camisola de 2001/02 e a do Centenário têm uma cor verde correspondente ou semelhante ao "verde Sporting" das camisolas vintage. Vamos então ver as cores novas que aparecem agora em temos de CMYK e RGB.

pantones 3308 336 343 CMYK RGB

A componente azul com base em pantones

Pois bem: os profissionais sabem que cores são estas, e sabem perfeitamente ver que os pantones têm estado progressivamente mais azulados, independentemente de se considerar RGB, CMYK, AEIOU ou XPTO. Nós disso não percebemos nada, portanto, vamos meter isto em termos que entendemos, e vamos voltar à percentagem de azul em relação ao verde. Traduzindo tudo isto por miúdos, é isto que dá. A linha em verde claro é a média dos anos 1980, a linha a verde mais escuro é apenas para as camisolas da Le Coq Sportif. Só há uma conclusão possível: o verde das camisolas actuais do Sporting não é verde-Sporting! O "verde Sporting" é mais verde.

verde azul pantone Sporting

Porquê?

É esta a pergunta: porque é que temos um verde azulado. A resposta mais provável é que, provavelmente, a Puma começou a respeitar o que está definido no manual de normas gráficas do Sporting. Isto porque se nota que de há uns anos para cá, a Puma tem muito mais cuidado com as nossas camisolas do que tinha antes. Isso é bom, excepto neste pequeno pormenor da cor: o que está, provavelmente, no manual de normas gráficas, é um verde errado. Porquê, perguntamos então! E, sem saber, suspeitamos que o mais provável é que, quando o Sporting finalmente decidiu criar o tal manual, lá para 2001, foi buscar como modelo do verde as camisolas dos anos 1970 que estão no Museu Mundo Sporting, que são de algodão, que mudam de cor com as décadas de exposição. Pode parecer estranho, mas o Sporting não tem muitas camisolas antigas, essas estão nas mãos dos antigos jogadores e dos coleccionadores. Ou seja, o Sporting não tem os meios para fazer uma análise como esta que mostramos aqui. E portanto, pegou em camisolas antigas, já sem a cor original, e enganou-se no verde que meteu no manual de normas gráficas. Enquanto o fabricante não se preocupou muito com estas coisas, foi usado um verde realmente "verde". Quando passou a ser mais rigoroso, e começou a cumprir o manual, o verde piorou. Não sabemos se isto é verdade ou não, mas é plausível!

A Macron em 2014/15

Claramente o verde usado pela Macron no seu primeiro equipamento mudou, é um verde mais vivo, mais claro. Fomos ver que verde é, se foi só a luminosidade que mudou ou se o próprio tom teve alguma adaptação. Fomos ver que pantone seria, e aqui está. É o PMS 341.

verde Macron 2014/15nova camisola do Sporting 2012 2013

Para tirar dúvidas, metemos a camisola 2014/15 junto com a de 2012/13, e colocámos o pantone 336 que antes tínhamos dito que correspondia à Puma 2012/13. Muito importante: todos os pantones mostrados na tira são o mesmo tom de cor, apenas com luminosidade diferente, ou seja o mesmo tom mais claro ou mais escuro. Se o verde da Macron fosse o mesmo azulado, o 334 ou 335 deveriam bater certo com a camisola Macron. Ora não batem, vê-se que são mais azulados. O que isto quer dizer é que o verde está um pouco mais verde.

pantone 2012/13 vs 2014/15

Actualizando o gráfico, o que concluímos é que se deu um passo em direcção ao verde clássico vintage, mas ainda não se chegou lá. Em qualquer dos casos, é positivo!

verde azul pantone Sporting com a Macron


Ver também:

O "verde Sporting" - uma análise empírica
O verde da Asics vs. o verde da Puma: camisolas do Sporting de 2012/13


© 2009-2017 Nuno Barradas 40755-0